VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

Quem é a Preta&Gorda, gente?


A Preta&Gorda surgiu basicamente de uma necessidade pessoal de referência e auto afirmação minha. Desde que me reconheci com estas duas características, me vi no meio de uma guerra sozinha. As pessoas não me viam como alguém que fosse, segundo seus padrões, bonita, aceitável. Então comecei a migrar pra grupos voltados a gordas e seus admiradores. 




Tudo bem, conheci muita gente bacana, fiz muita amizade.  Mas algo verdadeiramente me incomodava. Não tinha uma mulher gorda, que fosse preta. Mesmo as que eram paqueradas inclusive pelos meus irmãos de fenótipo, eram as brancas e loiras. Isso me incomodava bastante. Todo mundo que frequenta grupos, sabe que isso ocorre com uma frequência gritante.




Junto com essa postura de me declarar gorda, eu também estava no processo de afrocentrar-me. E comecei a tecer olhares críticos em torno da moda plus, que assim como no universo da alta costura, segrega violentamente as modelos pretas de seu quadro funcional. 




Não vejo pretas nos desfiles nem nos catálogos de grandes lojas, e somos mais da metade da população brasileira. Tem algo errado aí, não tem?




Chega a ser triste o fato de uma mulher gorda, que já sofre exclusão do mundo fashion por não ter “o corpo perfeito”, sendo preta e carregando o estigma de ser “gostosa” e não “linda”, implantado pela sociedade racista, não poder simplesmente SE VER na mídia, como sempre acontece com nosso povo. A mulher preta e gorda sofre duas vezes. Sofre o racismo, sexismo e todas as vertentes da segregação e não pode se conformar em ser menos visível que uma modelo branca. Somos mais da metade da população e existimos! Cadê a referência para nós mesmas, para nossas crianças e adolescentes? Como podemos trabalhar a auto-estima do nosso povo se  para a sociedade não existimos?


 

Com base nisso, afim de resgatar a referência da mulher preta e gorda também na moda,  criei nossa comunidade  e desde o primeiro momento tenho uma parceria excelente com Maicon que se apaixonou pela P&G no momento que a viu e se dedica também a nos ajudar a conduzir essa ideologia afrocentrada e ativista a favor das Pretas&Gordas. E este trabalho, tem trazido bons resultados, que são nos mostrado diariamente através das mensagens que recebemos, e-mails e das fotos que divulgamos na nossa page! Mulheres que estão se reconhecendo em cada postagem, em cada modelo, se instruindo, mostrando nos debates um discurso contundente e consciente de sua condição de mulher preta que não baixa a cabeça diante das adversidades da vida. 




Agradeço o carinho de todas e todos por estarem nessa luta conosco, nos fortalecendo e crescendo juntamente! Cada passo dado é um aprendizado para nós também e que sigamos sempre assim, trocando informações!




Fale, critique, indigne-se, denuncie. Sua voz vale ouro.
Beijocas!

 
Alessandra. 
pretaegorda@gmail.com
Equipe Preta&Gorda