VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

terça-feira, 12 de março de 2013

Aracaju recebe oficina sobre Prêmio Funarte Arte Negra A oficina é gratuita e não exige pré-inscrição dos candidatos







Até 25 de março, produtores, pesquisadores e criadores negros podem se inscrever em cinco editais do Ministério da Cultura (MinC), nas áreas de pesquisa, artes visuais, audiovisual, circo, dança, música, literatura, teatro, preservação e memória.
Com o objetivo de auxiliar o processo de inscrição dos produtores, a Representação Regional do MinC na Bahia e Sergipe (MinC BA/SE) realiza, no dia 18 de março, a segunda Oficina de Capacitação voltada aos editais, com foco no Prêmio Funarte Arte Negra, na Biblioteca Pública Epifânio Dória.

O encontro ocorre às 10h e terá a participação de Reinaldo Freire, representante da Fundação Nacional de Artes (Funarte) no Nordeste. A oficina é gratuita e não exige pré-inscrição.

Os editais estão abertos a pessoas físicas que se autodeclaram negras e instituições envolvidas diretamente com a cultura negra. São prêmios profissionais, no total de R$ 9 milhões, garantidos nas cinco regiões do país, através de uma parceria do MinC e da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Seppir). Os recursos são disponibilizados por meio da Secretaria do Audiovisual, da Funarte e da Fundação Biblioteca Nacional (FNB).

Em Aracaju, a primeira oficina ocorreu no dia 29 de janeiro de 2013, no Auditório do Museu da Gente Sergipana. Reuniu representantes da área cultural e contou com a participação de Alexandre Reis, diretor da Fundação Cultural Palmares, além da presença de Monica Trigo, representante do MinC na Bahia e Sergipe.

Arte Negra

O Prêmio Funarte Arte Negra vai contemplar 33 projetos, divididos em três categorias/valores: Módulo A – 04 prêmios de R$ 200.000,00; Módulo B – 12 prêmios de R$ 150.000,00 e Módulo C – 17 prêmios de R$ 100.000,00. As linguagens artísticas e atividades contempladas neste edital são artes visuais, circo, dança, música, preservação da memória e teatro. Clique para mais informações.

Histórico

Os editais foram lançados no dia 20 de novembro de 2012, pela Ministra de Estado da Cultura, Marta Suplicy. Eles surgem dentro da perspectiva de uma política de reparação histórica do Governo da oresidenta Dilma e foram pensados conjuntamente com a Seppir.

Um dos objetivos dos editais é estabelecer um novo paradigma em que a cultura, em todas as linguagens apoiadas pelo Ministério da Cultura, tenha de fato protagonismo dos negros. Informações sobre os editais podem ser obtidas no site do MinC – e diretamente na Representação Regional do Ministério da Cultura nos Estados da Bahia e Sergipe (Rua Ignácio Acioly, n. 06, Pelourinho, , Salvador-BA), em horário comercial, ou pelos telefones (71) 3417-6918/6923.

O evento é uma realização do MinC BA/SE, em parceria com a Fundação Cultural Palmares e Secretaria de Cultura do Estado de Sergipe (SecultSE).
Fonte: ASN

Alessandra de Mattos
Equipe Preta&Gorda