VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

terça-feira, 5 de março de 2013

IMENA lança livro “Mulheres Negras na primeira pessoa” na Biblioteca ELcy Lacerda





Será lançado no dia 06 de março, quarta-feira, às 16h, na Biblioteca Elcy Lacerda, o livro "Mulheres Negras na primeira pessoa". A obra é uma produção da AMNB (Articulação de Organizações de Mulheres Negras Brasileiras), no qual o Instituto de Mulheres Negras do Amapá (IMENA) é a entidade filiada ao AMNB, sendo o único representante credenciado do Estado do Amapá, que luta há 13 anos por melhores condições dentro da sociedade para a mulher negra.

A obra traz o relato de 20 mulheres negras representativas de nove estados brasileiros (Amapá, Rio Grande do Sul, Paraíba, São Paulo,Pará, Rio de Janeiro, Ceará, Paraná e Goiás). As narrativas são de mulheres negras quilombolas, nordestinas, sulistas, entre outras, urbanas ou não, cujas trajetórias sensibilizaram as organizações membros da AMNB, que as indicou para simbolizarem a luta das mulheres negras no Brasil.

Um dos critérios da escolha das personagens da obra é que são mulheres que o IMENA já mantém relação através de seus projetos. Maria Piedade Queiróz de Jesus, conhecida como Piedade em Mazagão Velho e Estefânia Cabral de Souza do Mel da Pedreira, são as mulheres de garra, coragem e sensibilidade que estão nas páginas do livro "Mulheres Negras na primeira pessoa" contando suas histórias de vida.

Para uma das sócias fundadoras do Imena, Durica do Rosário, a entidade enxerga o livro como grande avanço que encorajará as mulheres negras a lutar por seus espaços. “Esperamos com essa iniciativa avançar com políticas públicas, que estimulem outras mulheres negras a se espelharem nessas histórias, assim se engajando na luta por melhores condições de vida para elas e suas futuras gerações”, enfatiza. (Lilian Monteiro - IMENA Macapá - Assessoria de Comunicação)

Hanna Paulino