VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

quinta-feira, 25 de abril de 2013

Conceição defende mais poder aos negros



A deputada estadual Conceição Vieira (PT) usou a tribuna nesta terça-feira, 24 de abril, para destacar sua participação no seminário 'Representação Política e Enfrentamento ao Racismo', realizado pela Universidade Federal da Bahia (UFBA), em Salvador, como atividade preparatória da III Conferência Nacional de Promoção da Igualdade Racial, que acontece de 5 a 7 de novembro em Brasília. A parlamentar defendeu, como debatedora, mais espaços para os negros no poder.

Conceição disse que levou para o debate sua vivência como parlamentar negra e voltou a defender a ampliação da participação da juventude negra nos espaços de poder. “Nós, negros, não temos o espaço e a compreensão devida nos partidos. Mas precisamos definir estratégias para reverter esse quadro”, disse a deputada durante o evento na Bahia.

Na tribuna, a deputada disse que é preciso reduzir a segregação racial no Brasil. “Precisamos ampliar a participação, a presença negra em outros ministérios”, afirmou Conceição, ao destacar a importância de instituições como a Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (SEPPIR). Os negros, disse parlamentar, precisam ter participação estratégica no processo eleitoral e na ocupação de espaços de decisão.

A deputada disse que a filósofa Marilena Chauí, uma das palestrantes do seminário, falou sobre a situação criada a partir do surgimento de uma classe média C, que seria uma nova classe de consumo. Para a deputada, essa classe é fruto da conquista dos trabalhadores, que passaram a ter acesso a crédito e ganhou mais poder de consumo com a mudança em seu salário. “A juventude negra ainda é marginalizada e precisa ocupar espaços na sociedade”. Conceição participou do Seminário Representação Política e Combate ao Racismo numa mesa que contou com a participação de Sílvio Humberto, vereador de Salvador, mediados pelo assessor da SEPPIR, Edson Cardoso.

Por Dilson Ramos, da Agência Alese