VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

terça-feira, 25 de junho de 2013

Em frente ao Planalto, Educafro cobra cota para negros em concurso

DE BRASÍLIA

Cerca de 40 representantes do Educafro de São Paulo iniciaram na tarde desta segunda-feira (24) um protesto em frente ao Palácio do Planalto. O grupo cobra da presidente Dilma Rousseff e do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), a inclusão de cotas para negros em concurso público.

Eles estão com faixas e bandeiras na via de acesso ao Planalto e pedem para ser recebidos por Dilma. De acordo com integrantes do movimento, desde o governo Lula há uma promessa para a criação da cota em concurso público, que poderia chegar a 30% para negros nas vagas criadas a partir da criação da lei.

"A nossa conversa é com Dilma. Não queremos assessores. Se ela está recebendo o MPL (Movimento do Passe Livre), também precisa nos receber. Só saímos daqui, com uma resposta", disse Antonio Gomes da Silva, 51, voluntário do Educafro.

A presidente Dilma Rousseff se reúne na tarde desta segunda-feira com integrantes do MPL, no seu primeiro compromisso oficial com o intuito de ouvir líderes das manifestações das últimas semanas.
Também participam da reunião os ministros Gilberto Carvalho (Secretaria-Geral da Presidência) e Aguinaldo Ribeiro (Cidades), além de técnicos das pastas. No fim da tarde, ela deverá encontrar ainda prefeitos e governadores para estudarem medidas a serem anunciadas de imediato.

Fonte: Folha