VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

segunda-feira, 15 de julho de 2013

Diretora de escola em NY teria chamado professores negros de gorilas

Cerca de 150 pessoas, entre professores e ativistas, protestaram na sede do departamento de educação de Nova York, na última segunda-feira (8), contra atitudes racistas da diretora da escola de ensino médio Pan American International, localizada na região do Queens. As informações são da rede "CBS" e do jornal "Huffington Post".

A dirigente Minerva Zanca teria feito comentários preconceituosos sobre professores negros, chamando-os de gorilas e dizendo que eles tinham "lábios grandes".

Segundo os manifestantes, dois professores foram demitidos após Zanca fazer comentários racistas sobre eles com um assistente. Outra acusação é que um terceiro professor da escola teria tido cortes financeiros em seu programa de teatro motivados pelo racismo da diretora.

Em depoimento, Anthony Riccardo, assistente de direção, confirmou que os professores foram chamados de gorilas pela dirigente.

Lisa-Erika James, professora que pediu demissão da escola após o ocorrido, destacou que os três únicos afro-americanos que lecionavam na escola deixaram seus cargos. "Isso significa que não há professores afro-americanos na escola quando mais da metade dos alunos se parecem com a gente."

Uma petição online, que já tem mais de mil assinaturas, foi criada exigindo a demissão da diretora. Além disso, os organizadores exigem que o assunto seja discutido, deixando claro que o preconceito racial e maus tratos não são tolerados na cidade.

A escola Pan American International atende alunos imigrantes que estão no país há pelo menos quatro anos. 91% dos alunos estão matriculados em aulas para aprender inglês.

O departamento de educação de Nova York informou que recebeu as denúncias e que irá investigar o caso.

Uol