VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

terça-feira, 20 de agosto de 2013

50 Cent acusa juiz de racismo após perder ação contra empresa de áudio


Rapper diz que autoridade foi parcial por que ele é negro e famoso.
Cantor processou empresa após parceria para lançamento de fones.


Após perder uma ação que movia contra a empresa Sleek Audio, 50 Cent acusou o juiz responsável pelo caso de ser racista. Segundo o cantor, ele perdeu porque a autoridade o discriminou por “ser negro, associado a afro-americanos controversos e ser um rapper de sucesso”, de acordo com o site TMZ, que teve acesso aos documentos do processo.

50 Cent alega que o juiz, cujo nome não foi revelado, teria se recusado a deixá-lo interrogar as testemunhas de seus oponentes no caso, além de não ter avaliado evidências apresentadas por ele.

Em resposta, a empresa afirma que as alegações não passam de “uma tentativa desesperada” do cantor em desacreditar o processo e forçar um novo julgamento. O rapper pede agora a revisão do caso e uma nova audiência.

A ação de 50 Cent contra a Sleek Audio foi movida no início deste ano, com o cantor acusando a empresa de não pagar US$ 261 mil referentes a um acordo para o lançamento de uma linha de fones de ouvido com seu nome. Segundo a empresa, o cantor desistiu da parceria, mas ele insiste que seus oponentes chegaram a assinar uma promissória, se comprometendo a pagar US$ 285 mil antes de 31 de julho de 2011, o que não foi cumprido.

Fonte: G1