VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

quinta-feira, 29 de agosto de 2013

Orquídea Negra - Poema de Marcelo Martins Correa

ORQUÍDEA NEGRA

FINA FLOR DO TEMPO
CONTORNO DESENHADO À MÃO
PÉTALAS AVELUDADAS
PERFUME SUAVE E DOCE
   
    FRUTO MADURO E BELO
    SUAS RAÍZES SÃO PROFUNDAS
    DÁ VIDA A TRONCOS MORTOS
    ALIMENTANDO-SE COM O ORVALHO

NUNCA SE VIU TANTA BELEZA
OBRA PRIMA DA NATUREZA
QUANDO SE ABRE OFERECE SEU BRILHO
PRESERVANDO SUA ESSÊNCIA FEMININA

    POSSUI UM NÃO SEI QUÊ MASCULINO
    LONGE ESTÁ DE SER PARASITA
    VIVE ASSOCIADA A SERES INVISÍVEIS
    ENCERRA SABEDORIA NO SEU EXOTISMO.

Por Marcelo Martins Correa