VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

segunda-feira, 23 de dezembro de 2013

A saúde da mulher preta




 Por: Silvia Nascimento, jornalista, diretora de conteúdo e marketing do site Mundo Negro

Ser mulher negra significa também estar mais propensa a ter anemia. De acordo com um estudo americano, divulgo por um site especializado em saúde para população negra do país, cerca de 10% das mulheres negras abaixo de 49 anos têm deficiência de ferro.  Os sintomas das anemia são bem perceptíveis, sobretudo para as mulheres que ainda menstruam. Confiram alguns sintomas:

- Duração menstrual maior que cinco dias
- Sangramento uterino anormal, como de miomas
- Gravidez. Cerca de 20% das mulheres nos países industrializados têm deficiência de ferro durante a gravidez. Gravidezes e nascimentos múltiplos aumentam significativamente o risco.
 

A anemia se desenvolve quando você não tem glóbulos vermelhos saudáveis suficientes para transportar oxigênio por todo o corpo.  Anemia afeta uma em cada 10 meninas, mulheres e adolescentes. Também se desenvolve em homens e crianças e está ligada a algumas doenças.



Sintomas da Anemia:

Se você está sempre cansado, mesmo que você tenha dormido bem ou você não tem a energia para as atividades normais, você pode ter anemia. Pode ser uma causa subjacente de problemas de memória ou de humor. Os sintomas variam, mas entre os principais estão:

§  Fraqueza
§  Tontura
§  Dor de cabeça
§  Dormência ou frieza nas mãos e pés
§  Baixa temperatura corporal

Os sintomas relacionados com o coração
As pessoas com anemia têm menos oxigênio no sangue, o que significa que o coração tem de trabalhar mais para bombear oxigênio suficiente para os seus órgãos. Sintomas cardíacos relacionados incluem arritmia (um ritmo cardíaco anormal), falta de ar e dor no peito.

Fatores de risco de anemia
Mulheres e pessoas com doenças crônicas têm maior risco de anemia. Quando as mulheres perdem sangue em períodos menstruais abundantes, elas podem tornar-se anêmicas. Gravidez também provoca alterações no volume de sangue de uma mulher que pode resultar em anemia. Doenças crônicas, como doença renal pode afetar a capacidade do corpo para produzir células vermelhas do sangue. Uma dieta pobre em ferro, ácido fólico ou vitamina B12 também aumenta o risco. E alguns tipos de anemia são hereditários.

Causa: baixa ingestão de ferro
A dieta é pobre em ferro pode causar anemia. O ferro por meio das plantas e suplementos não é tão bem absorvido como pelo consumo da carne vermelha. Alguns problemas digestivos e até cirurgias gástricas podem interferir na absorção do ferro. Alguns medicamentos e alimentos também podem prejudicar absorção.



São eles:
§  Laticínio
§  Outros alimentos ricos em cálcio
§  Os suplementos de cálcio
§  Antiácidos
§  Café
§  Chá

Causa (1): Deficiência de vitamina
O corpo precisa de ambos vitamina B12 e ácido fólico para produzir células vermelhas do sangue. Uma dieta muito baixa em tais vitaminas pode às vezes causar anemia. Uma doença auto-imune ou problema digestivo também pode evitar que o seu corpo de absorver B12 suficiente. Alimentos de origem animal e cereais matinais fortificados são boas fontes de B-12. 

Causa (2): Perda de sangue
Perdendo muitas células vermelhas do sangue é uma causa comum de anemia. Pesados ​​menstruação, úlceras, lesão ou cirurgia pode causar perda de sangue o suficiente para levar a anemia por deficiência de ferro. As mulheres que têm períodos menstruais pesados ​​devem ser testados para anemia cada ano.

Anemia Falciforme
A anemia falciforme é uma doença hereditária , muito comum entre negros, em que o corpo produz uma forma anormal de hemoglobina. Isto faz com que as células vermelhas do sangue fiquem em forma de foice, dificultando a passagem pelos vasos sanguíneos, levando a dor e os danos aos tecidos do corpo. As células vermelhas do sangue também morrem mais rapidamente do que os glóbulos vermelhos normais. 

Viver com Anemia
Para tratar a sua anemia bastar ter uma dieta equilibrada  que te dará mais energia e balanceará seu organismo. A mudança na alimentação e a ingestão de suplementos, feitos com acompanhamento de um profissional lhe trará uma melhora significativa de qualidade de vida. Somente um médico é capaz de avaliar suas reais carências nutricionais, se você tem um doença crônica ou se é apenas um problema temporário